Solidariedade

O Grupo Jean Pina está a premiar os seus funcionários com um mês de compras (produtos não perecíveis) e um cheque para a aquisição de produtos frescos.A medida é justificada por João Pina, presidente da empresa, com sede na região de Paris – França, pelo facto dos funcionários “dizerem sempre presente ao trabalho, mesmo em tempo de pandemia, apesar do decréscimo financeiro na prestação de serviços e dos receios a nível sanitário”. E acrescenta: “Têm sido verdadeiros heróis”. João Pina, com origens nas aldeias de Trinta e dos Meios, no concelho da Guarda, considera que “vivemos tempos extremamente difíceis, um vírus que nos ensinou que as coisas simples da vida são de facto as mais importantes, um abraço, o poder estar próximos, fisicamente, das pessoas que gostamos, tem agora um significado que dinheiro algum é capaz de comprar. Um vírus que uma vez mais nos veio confinar”. Recorda que a Região de Paris está novamente a viver “algumas semanas de confinamento, que irão agravar ainda mais as desigualdades sociais” e que “estão a aumentar, lamentavelmente, as filas para aquisição dos bens mais essenciais”.Foi neste contexto e devido à proximidade da Páscoa, que o Grupo Jean Pina decidiu premiar os seus trabalhadores com cabazes que incluem 16 produtos (vinho, azeite, presunto, chouriça, salchichas, massa, arroz, farinha, açúcar, leite, atum, feijão, sumos, folar, chocolates e Nestum). “O Grupo que lidero está grato aos seus colaboradores e está plenamente consciente que só em equipa avançaremos para enfrentarmos os momentos que se avizinham e que não serão nada fáceis”, disse João Pina ao jornal A GUARDA.