Semana Aberta Maria Josefa Récio

A Casa de Saúde Bento Menni, na Guarda, promove a II Semana Aberta Maria Josefa Récio, de 6 a 10 de Outubro. A iniciativa pretende “abrir as portas a toda a comunidade envolvente com o objectivo de dar a conhecer o trabalho desenvolvido pela missão hospitaleira deste centro e ser motor para uma maior integração das pessoas com doença mental”.
O Centenário da morte de São Bento Menni “Um coração sem Fronteiras” foi o tema escolhido para esta Semana Aberta.
No primeiro dia haverá “Acção de divulgação e sensibilização na rádio local”, com a Irmã Isabel Morgado e Pissarra da Costa.
A “visita guiada à casa de saúde aberta a toda a comunidade” será no dia 7 de Outubro, sendo necessária marcação prévia.
No dia 8, às 15.00 horas, haverá a projecção do filme ‘Rugas’, com entrada livre, no Teatro Municipal da Guarda.
“O que eu quero para o meu envelhecimento activo” é o tema da iniciativa do dia 9 de Outubro, a realizar pelas 14.30 horas, no Centro Comercial VIVACI.
As actividades terminam no dia 10 de Outubro, às 10.30 horas, com a realização do Peddy paper “À descoberta de Bento Menni”, para crianças do 2º ciclo.
A Semana Aberta tem como figura inspiradora Maria Josefa Récio, Fundadora da Congregação das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus. Foi um testemunho de uma vida de compromisso de amor ao próximo e de esperança para os doentes mentais. Um exemplo de cuidado integral e humanizador “Maria Josefa é presença que acolhe, escuta e anima”. A 30 de Outubro, a Congregação das Irmãs Hospitaleiras assinalam a morte da fundadora.
Ajuda no combate
ao ébola

A Casa de Saúde Bento Menni promoveu uma campanha solidária em favor das pessoas que estão a ser atingidas pela epidemia do ébola, na África Ocidental, nomeadamente na Libéria.
Esta causa encontrou uma resposta generosa por parte de pessoas e grupos na Guarda. O ofertório da Missa do dia 20 de Setembro, na igreja da Casa de saúde Bento Menni foi de 465 euros e a oferta de colaboradores, voluntários, familiares de utentes, leigos hospitaleiros, irmãs e outras pessoas, somou 1.535 euros.
A Casa de saúde Bento Menni da Guarda enviou à Fundação Bento Menni dois mil euros para de imediato os colocar no terreno na erradicação da epidemia.