Angariação de fundos para ajudar população mais vulnerável

A Cáritas Portuguesa disponibilizou à rede nacional das 20 Cáritas Diocesanas, onde se inclui a da Guarda, um apoio de 130 mil euros para a resposta imediata às solicitações por parte da população mais vulnerável. Desde o início de Maio até ao final do mês de Junho, a verba apoiou um total de 3 371 pessoas, das quais 49% representam novas situações de apoio.Despesas relacionadas com o pagamento de rendas (60%), foram os pedidos mais recorrentes em todo o território nacional, seguindo-se as despesas relacionadas com saúde e fornecimento de electricidade. O principal motivo que leva a estes pedidos de ajuda está relacionado com desemprego ou com a insuficiência de recursos financeiros, em situações onde o rendimento não é suficiente para fazer face às despesas. Para a Cáritas Diocesana da Guarda este apoio representou uma ajuda directa a 11 pessoas. “Apoiámos no pagamento de electricidade, água, rendas e medicação e/ou consultas médicas num total de 3585 euros”, explicou a Cáritas da Guarda. E acrescentou: “Queremos dar continuidade a este trabalho, mas para isso precisamos agora da ajuda de todos. Sabemos que este é um momento que trouxe muitos constrangimentos, mas que exige, também, o compromisso de todos”. A Cáritas Diocesana da Guarda, sempre apoiou inúmeras famílias, de acordo com as respostas existente na Instituição. Antes do Covid-19, apoiava mensalmente, no início do ano de 2020, cerca de 254 pessoas.Após o covid-19, houve um aumento do número de pedidos de ajuda, nomeadamente, de novas famílias. Actualmente a Cáritas apoia mensalmente 600 beneficiários, onde se incluem os beneficiários do PO APMC - Programa Operacional de Apoio às Pessoas mais Carenciadas.A Cáritas Diocesana da Guarda faz apoio a famílias migrantes, desde o início da pandemia, dando resposta a 151 migrantes, nomeadamente, com bens alimentares.  Para responder às muitas solicitações, a Cáritas Nacional deixa o apelo para que as pessoas se juntem à rede nacional Cáritas “neste esforço de combater os efeitos sociais desta pandemia”. Os donativos podem ser feitos através dos seguintes meios: IBAN: PT50 0045 9020 4032 6607 7081 5 (Crédito Agrícola); Entidade: 77777 Referência: 777 777 777; MbWay: 910 66 11 33; Linha Solidária: 761 300 150 (1€+iva).A Cáritas adianta que “todos os donativos de instituições ou particulares têm benefícios fiscais com uma majoração de 30%, basta para isso que seja enviado comprovativo e dados pessoais para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.”.