Solidariedade

Os 21 Bancos Alimentares contra a Fome espalhados um pouco por todo o País, estão a promover, até ao dia 6 de Junho, uma nova campanha nacional de recolha de alimentos, pedindo a participação dos portugueses através da ‘Ajuda Vale’, nas caixas dos supermercados, e no site “alimentestaideia”.“A situação de muitas famílias afectadas pela crise social que se vive no país exige um esforço colectivo e os Bancos Alimentares contam não só com a contribuição, mas também com a mobilização dos portugueses”, refere uma nota Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares Contra a Fome.As medidas de segurança sanitária decorrentes da pandemia ainda impedem a realização da tradicional campanha de recolha de alimentos com voluntários.Com o tema ‘À nossa mesa há sempre lugar para mais um’, a campanha do Banco Alimentar procura sensibilizar a população no apoio a famílias que vivem situações de carência alimentar todos os dias.De acordo com os dados da Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares Contra a Fome, no ano passado, os 21 Bancos Alimentares em actividade em Portugal distribuíram 29.474 toneladas de alimentos (com o valor estimado de 41,2 milhões de euros), num movimento médio de 165 toneladas por dia útil.Em parceria com cerca de 2.700 instituições e entidades, que operam no terreno, acompanhadas pelo Banco Alimentar da respectiva região, os alimentos contribuíram para a alimentação de 450 mil pessoas com carências comprovadas, sob a forma de cabazes ou de refeições confeccionadas.Existem actualmente 21 Bancos Alimentares, nas zonas de Abrantes, Algarve, Aveiro, Beja, Braga, Castelo Branco, Coimbra, Cova da Beira, Évora, Leiria-Fátima, Lisboa, Madeira, Zona Oeste, Portalegre, Porto, S. Miguel, Santarém, Setúbal, Terceira, Viana do Castelo e Viseu. Na Guarda, o Intermarché, insígnia do Grupo os Mosqueteiros, volta a juntar-se ao Banco Alimentar Contra a Fome nesta campanha de recolha de alimentos para ajudar as famílias mais carenciadas.