Vila Nova de Foz Côa


O Diário da República publicou na quarta-feira, dia 30 de Novembro, a resolução do Conselho de Ministros que estabelece as condições para a viabilização da Fundação Côa Parque, gestora do Museu do Côa e do Parque Arqueológico. O diploma autoriza que este ano, para o equilíbrio de contas da Fundação Côa Parque (F-CP), sejam efectuadas as transferências de 351.683 euros da Direcção-Geral do Património Cultural, 127.885 euros da Agência Portuguesa do Ambiente e igual valor do Turismo de Portugal.
Pretende-se também “promover que, no ano de 2016, para o equilíbrio de contas da fundação, sejam efectuadas as seguintes transferências: 25.577 euros do Município de Vila Nova de Foz Côa e 6.394 euros da Associação de Municípios do Vale do Côa”. Uma das “orientações de acção” definidas no texto da resolução vai no sentido de “promover que o conselho de fundadores da Fundação elabore um conjunto de recomendações ao seu conselho de administração, que permitam estabelecer a coordenação entre as entidades a envolver no projecto e a Fundação, com vista à sua revitalização, ao maior envolvimento da população, ao reforço da integração no território, à valorização da riqueza identitária do património cultural e natural e a uma crescente internacionalização”, refere o texto. Por outro lado, aposta-se em reforçar a acção do Governo, através da área da ciência, tecnologia e ensino superior, em estreita articulação com as áreas da cultura, da economia e do ambiente, na preservação, valorização e divulgação do património arqueológico, paisagístico, científico e cultural do Parque do Côa, através do envolvimento das instituições científicas e de ensino superior. Promover o reforço da acção da Fundação no âmbito da criação de condições que permitam o aumento das visitas e a melhoria da experiência de fruição pública das gravuras rupestres, bem como a dinamização do Museu do Côa, através da modernização de sistemas de informação e de reservas para visitantes, são outras das apostas. “O objectivo passa por consolidar o Vale do Côa enquanto pólo de atracção turística, assegurando uma permanência mais longa e frequente de visitantes e turistas na região”, acrescenta o Diploma. A Fundação Côa Parque foi criada em 2011 para gerir o Museu do Côa e o Parque Arqueológico do Vale do Côa, em Vila Nova de Foz Côa, protegendo, conservando, investigando e divulgando a arte rupestre, classificada como Património Mundial da UNESCO em 1998.