Vila Nova de Foz Côa

No Vale do Côa, no sítio da Fariseu, foi posto a descoberto um dos maiores painéis de arte rupestre ao ar livre, com cerca de 10 metros de comprimento.Os trabalhos de prospecção começaram em Abril do ano passado, com a descoberta da maior gravura ao ar livre, representativa de um auroque (boi selvagem). A gravura, datada do Paleolítico Superior, está gravada numa rocha no sítio do Fariseu, no Parque Arqueológico do Vale do Côa. Na altura, os trabalhos tiveram de ser suspensos devido à pandemia da covid-19. Mais tarde a gravura do auroque começou a ser visitado por pequenos grupos que faziam o percurso a pé, a nado ou de canoa.Com o retomar dos trabalhos, o painel com o maior auroque do mundo, que inicialmente tinha 3,5 metros visíveis, revelou uma extensão de 10 metros de comprimento, em que aprecem outras gravuras.A “rocha 09” do sítio do Fariseu é um dos principais núcleos de arte rupestre do Vale do Côa classificados como Monumento Nacional, e inscritos na Lista do Património Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).De acordo com o Museu do Côa as visitas em caiaque ao Parque Arqueológico do Vale do Côa começam já no próximo mês de Junho.