Vila Nova de Foz Côa

A Festa da Amendoeira em Flor e dos Patrimónios Mundiais, que decorre anualmente em Vila Nova de Foz Côa, representa o distrito da Guarda no concurso ‘Maravilhas da Cultura Popular’. Na corrida ao galardão estavam também a Cestaria Fina de Gonçalo (Gonçalo – Guarda), o Cobertor de Papa de Maçainhas (Maçainhas – Guarda), a Festa da Transumância e dos Pastores (Seia), o Julgamento e Morte do Galo (Guarda), Nossa Senhora da Assedace (Casais de Fogosinho - Gouveia), as Tesouras de Tosquia (Donfins do Jarmelo – Guarda). Os finalistas regionais do distrito da Guarda estiveram em destaque na RTP1/RTP Internacional, num programa transmitido a partir de Vila Nova de Foz Côa, no dia 9 de Julho. Este certame é uma narrativa de 4 décadas. Um investimento na vontade das gentes durienses, na conjugação de diversas sinergias, na aposta do trabalho do associativismo e no reconhecimento de sobrevivência das freguesias despovoadas. As gravuras do Vale do Côa e o Alto Douro Vinhateiro estão no ADN dos fozcoenses, e são, neste território português caso único, constituindo-se ambos como Patrimónios da Humanidade. Festa da Amendoeira em Flor e dos Patrimónios Mundiais tem agora um novo desafio, na semi-final a realizar em Agosto.O concelho de Vila Nova de Foz Côa “tem vindo a ganhar sucessivamente escala económica, turística e cultural e as festividades da amendoeira em flor, ano após ano, evoluem em dimensão e em sentimento de pertença”, refere a nota explicativa da apresentação da Festa da Amendoeira em Flor e dos Patrimónios Mundiais. E acrescenta: “A reconhecida liderança territorial desta festa, só é possível porque os homens e as mulheres desta região são resilientes e determinados, porque se insiste e porque se resiste”. Promovida pela Câmara Municipal de Vila Nova de Foz Côa, a Festa da Amendoeira em Flor e dos Patrimónios Mundiais, tem no ‘Desfile Etnográfico’ o momento mais alto de um certame que inclui cultura, desporto e gastronomia.