Vila Nova de Foz Côa


O novo Mercado Municipal de Vila Nova de Foz Côa, onde foram investidos 2,25 milhões de euros, foi inaugurado no dia 21 de Fevereiro.
O presidente da autarquia, João Paulo Sousa, disse que “com este novo equipamento, pretendemos trazer para o centro de Foz Côa uma nova dinâmica comercial, através de uma aposta no mercado tradicional”. E acrescentou: “Trata-se de aposta que tem igualmente por missão reinscrever nesta cidade a história do comércio tradicional e dos seus vendedores que vinham à cidade comercializar os seus produtos”.
O novo equipamento agora inaugurado conta com 14 lojas, uma pastelaria, para além de bancas para talhos, frutas, produtos hortícolas e frutícolas. O mercado está virado para um sistema integrado, em que se junta a agricultura com outras actividades económicas.
O autarca referiu que “temos de olhar para o comércio tradicional e para os nossos produtos endógenos fazendo com que o comércio tenha mais movimento, criando novas oportunidades de negócio com rendas a preços mais acessíveis para a abertura de novos espaços comerciais”.
Os jovens até aos 35 anos beneficiam de uma majoração para a aquisição de lojas no novo Mercado Municipal.
Atendendo as suas características, e à semelhança do que já acontece com o Museu do Côa ou Centro Alto Rendimento de Remo do Pocinho, o novo Mercado Municipal também será colocado na Rede Nacional de Arquitectura Contemporânea.
O Novo Mercado é constituído por cinco volumes e aquele que tem maior área é composto por dois pisos e acolhe a zona do mercado propriamente dito, sendo o piso 0 destinado à venda de produtos frescos e o piso 1 às instalações sanitárias e aos balneários para os funcionários. Os outros quatro volumes são compostos por lojas de comércio, com a venda ao público de produtos regionais e outras actividades complementares, bem como serviço de cafetaria/snack-bar.