A 28 e 29 de Junho realiza-se, em Trancoso, a Festa da História, uma Recriação das Bodas Reais celebradas nesta localidade, em 1282, entre o Rei D. Dinis e a Infanta Isabel de Aragão.


Tal como antigamente, pelas ruas da cidade medieval voltam a cruzar-se poetas, profetas, almocreves, físicos, sapateiros, ferreiros, nobres, cavaleiros, mas também mouros e judeus. Haverá tendas para venda de pão, doces, arte e artesanato, adornos, licores e frutas, à mistura com tabernas, acampamentos militares e mesteirais medievais. Não faltarão também bailias, trovas e trovadores, folguedos, desafios e torneios de armas, saltimbancos e bobos para divertimento do povo e dos visitantes.
Esta viagem histórica começa no dia 28 de Junho, com a abertura do mercado, seguindo-se a tradicional leitura da carta de feira concedida por El-Rey D. Dinis.
Pelas 15.00 horas desfilará o cortejo de recebimento da Infanta Isabel de Aragão, futura Rainha Santa devido à sua bondade e virtudes e a quem Trancoso foi doada em 1282.
À noite D. Dinis e a Infanta D. Isabel ceiam no mercado, sendo presenteados por trovas e rábulas dos jograis e histriões.
No dia 29 (domingo), destaca-se um cortejo pelas ruas e praças do burgo, enlace régio entre El-Rey D. Dinis e D. Isabel de Aragão, demostração de armas, danças, trovas e folguedos, justas de armas entre fidalguia das beiras e a casa de Aragão em preito e vassalagem a El-Rey D. Dinis e à Rainha D. Isabel.
Como já é habitual, a Festa da História envolve dezenas de figurantes, Alunos da Escola Profissional e colectividades do concelho, numa organização da autarquia, em parceira com a Empresa Municipal Trancoso Eventos e com o grupo local de animação histórica “Cavaleiros d’El Rey”.