Seia

Está em curso a recuperação dos Viveiros Florestais de Portela de Arão, no concelho de Seia. Quase 30 anos após o seu encerramento, a água voltou a correr nos canais de regadio deste importante equipamento. A recuperação destes viveiros e a sua disponibilização ao público envolve a Câmara Municipal de Seia, que conta com o apoio das juntas de freguesia e assembleias de compartes envolvidas, bem com o ICNF.O projecto pretende salvaguardar e valorizar o interesse patrimonial histórico e paisagístico, aproveitando o potencial dos viveiros para a experimentação e divulgação de práticas silvícolas sustentáveis. O projecto Floresta Viva Reabilitação dos Viveiros Florestais de Seia e Gouveia”, apresentado por Paulo Caetano e Vânea Garcia, foi um dos vencedores do Orçamento Participativo de Portugal (OPP), com um orçamento de 100.000 euros. O projecto consiste na reabilitação de ambos os viveiros, com o objectivo de promover a importância da gestão sustentável do território e em particular das áreas rurais, florestais, agrícolas e naturais, com a implementação de práticas florestais sustentáveis e adaptadas ao quadro de alterações climáticas. O projecto pretende também, a valorização do território, manutenção de habitats, recuperação de espécies ameaçadas e, sobretudo, promoção de espécies florestais autóctones.A implementação do projecto está a ser feita pelo Instituto de Conservação da Natureza e Florestas, em parceria com as respectivas Câmaras Municipais, entidades a quem estão cedidos em regime de comodato os referidos viveiros.Os viveiros de Portela de Arão e Folgosinho que estão a ser intervencionados têm uma área de 2,8 hectares e 1 hectare, respectivamente.