Seia


As escolas do 1º ciclo do Agrupamento de Escolas de Seia foram apetrechadas com novos painéis interactivos, computadores e tablets, no âmbito das candidaturas de beneficiação e remodelação destes estabelecimentos de ensino, apoiadas pela Comunidade Europeia.
O Presidente da Câmara Municipal, Luciano Ribeiro, e a vereadora da educação, Célia Barbosa, entregaram 50 portáteis, 18 tablets e 2 desktops, foram entregues,
A lista de equipamentos também integra 10 painéis interactivos, instalados desde o final de Março, nas salas de aula e já em plena utilização.
A autarquia de Seia explica que “o objectivo desta acção é dotar as escolas com ferramentas adaptadas à realidade actual, na prossecução de um ensino de qualidade, sendo os recursos digitais um importante complemento na aprendizagem e aquisição de competências das crianças”.
A intervenção nestas escolas, além dos equipamentos instalados agora, incidiu grande parte na requalificação das infra-estruturas (obras concluídas em 2020), e que em conjunto representam um investimento superior a 600 mil euros, financiado em 500 mil por fundos comunitários – FEDER.
A empreitada de requalificação e beneficiação da Escola Básica de Santiago, no valor de 136 757,60 euros, contemplou o restauro e reabilitação do edifício (que data de 1877), nos seus elementos estruturais e a remodelação funcional dos espaços, desde as salas de aula, até ao recreio coberto, passando pelas instalações sanitárias e espaço de refeitório. No âmbito da obra foram igualmente revistas as infra-estruturas e instalações existentes, optimizando-se a eficiência energética do edifício.
A requalificação da EB Abranches Ferrão (edifício de 1995) teve um investimento de 151 490,52 euros e a empreitada da Escola Básica Tourais/Paranhos (edifício de 1992) de 249 842,95 euros.
As empreitadas compreenderam a reabilitação das características construtivas dos edifícios, passando, sobretudo, pela integração no edifício de áreas destinadas ao ensino pré-escolar e na requalificação da área existente para o ensino do 1º ciclo.
restauro e reabilitação parcial dos edifícios em consequência da remodelação funcional dos espaços, desde as salas de aula, criação de espaços para o ensino pré-escolar, concepção de recreio coberto, passando pela intervenção em parte das instalações sanitárias e na intervenção na Biblioteca (apenas da EB Tourais/Paranhos). Os projectos promoveram ainda a revisão das infra-estruturas e instalações existentes.