São Romão | Seia


Centenas de pessoas participaram na Festa Anual da Liga dos Servos de Jesus que, este ano, decorreu em São Romão, no Concelho de Seia, nos dias 31 de Agosto e 1 de Setembro.
A Coordenadora Geral, Irmã Maria da Graça Afonso, disse ao jornal A GUARDA que “as pessoas responderam ao apelo do pároco, padre José Martinho, que não queria morrer sem organizar a Festa da Liga em São Romão”. E adiantou: “O Patronato da Sagrada Família tem uma comunidade pequena e envelhecida mas o senhor padre Martinho não descansou enquanto não marcámos a Festa Anual da Liga para São Romão”.
A Irmã Maria da Graça explicou que “a Festa vai rodando pelas várias casas da Liga, aproveitando algumas datas mais significativas mas, por norma, escolhemos lugares mais perto da Guarda, por ser mais central”. Para o próximo ano houve uma comunidade que manifestou vontade de receber a Festa “mas é preciso que o Conselho decida”.
Na homilia da Missa de encerramento, o Bispo da Guarda disse que nos 94 anos de vida da Liga dos Servos de Jesus “muitas mudanças se deram na vida da sociedade em geral, como também na vida da Igreja e na vida interna da Liga”, mas lembrou que “o carisma que nos legou o Venerável servo de Deus D. João de Oliveira Matos continua pleno de actualidade e podemos dizê-lo mais actual que nunca”.
D. Manuel Felício apresentou de seguida “algumas intuições do Sr. D. João de Oliveira Matos no que à identidade dos servos de Jesus diz respeito”. Referiu que “as Constituições ao definirem a missão da Liga dizem que ela se inscreve na missão da Igreja, nos seus três aspectos fundamentais, a saber, acção evangelizadora, santificadora e acção caritativa”.
O Prelado lembrou que “o servo de Jesus é também aquele ou aquela que faz esforço diário por identificar a sua vontade com a vontade de Deus, seja qual for a situação pessoal ou comunitária em que se encontre”. Disse também que “para podermos progredir na aproximação a Deus, deixando que o nosso coração esteja inteiramente e só preenchido por Ele, o Sr. D. João, em sua pedagogia plena de actualidade, recomenda-nos duas atitudes fundamentais, que são a oração e a vigilância”. E concluiu: “A Vigilância, a Oração e a atitude permanente da conversão são, de facto o caminho, para que todos os nossos passos sejam guiados pelo Espírito Santo, a autêntica sabedoria de Deus”.
Recorde-se que a Festa Anula da Liga dos Servos de Jesus acontece por ocasião do aniversário da morte do seu fundador, D. João de Oliveira Matos, antigo bispo auxiliar da diocese da Guarda.
D. João de Oliveira Matos nasceu a 1 de Março de 1879, em Valverde, concelho do Fundão, e morreu no dia 29 de Agosto de 1962, deixando como lema “é preciso que Jesus reine”.
Actualmente, a Liga dos Servos de Jesus tem casas na Guarda, Covilhã, Ruvina, Celorico da Beira, Rochoso, Fátima, Buarcos, Orca, Cerdeira, Manteigas, Fundão, S. Romão e Kilenda (Angola).