Seia

Minimizar os custos das famílias e empresas com os serviços municipais de água, saneamento e resíduos sólidos urbanos, são algumas das medidas de apoio propostas pela Câmara Municipal de Seia, devido à situação de excepcionalidade que se vive por força da pandemia COVID-19.O Município de Seia determinou a isenção total das tarifas de disponibilidade aos consumidores não-domésticos (comércio, indústria, IPSS,…) e a isenção de 100% da tarifa de disponibilidade da água e de 25% nas restantes taxas fixas, para consumidores domésticos.Os apoios serão reflectidos já na factura a enviar em Abril, sendo prorrogáveis mensalmente, até um máximo de 3 meses.A autarquia lembra que, para além deste regime de excepção, as pessoas em situação vulnerável também podem solicitar, a qualquer altura, os apoios que a autarquia já disponibiliza, como a Tarifa Social ou a Tarifa de Famílias Numerosas. O Presidente da Câmara Municipal de Seia, Filipe Camelo, adianta que “esta decisão implicará um investimento municipal de cerca de 90 000 euros mensais, abrangendo 14 000 consumidores do concelho, entre famílias e empresas””.A Câmara Municipal de Seia também tem criadas equipas multidisciplinares para ampliar o apoio social à população, com o objectivo de diminuir o contágio por coronavírus.O plano de acção visa a entrega ao domicílio de bens de primeira necessidade e medicação e a execução de pequenas reparações às pessoas mais vulneráveis, por doença crónica, com mais 65 anos de idade ou condição social, e que não disponham de retaguarda familiar.O apoio pode ser requerido para o número de telefone 238 310 235/7, sendo posteriormente validado pelo serviço de Acção Social e Saúde da autarquia, que procederá à entrega dos bens solicitados.Este serviço está a funcionar nos dias úteis, entre as 9.00 e as 17.00 horas, e pretende favorecer a permanência das pessoas em casa, de acordo com as recomendações das autoridades de saúde, minimizando os riscos de contágio e propagação do Covid-19.