Sabugal | Rebelhos

Adquirir uma casa em granito é o principal objectivo do projecto ‘Casas com Raízes’, da empresa Rotas e Raízes, com sede em Rebelhos, freguesia de Bendada no concelho do Sabugal, que pretende recuperar casas na aldeia para alojamento local.O projecto que nasceu em 2017 quando os promotores, o jovem casal Ricardo Nabais e Mafalda Pereira, compraram a primeira casa na aldeia de Rebelhos, para recuperar e instalar um alojamento local. “Revitalizar as aldeias é uma das nossas missões. Pretendemos trazer pessoas a visitar aldeia e apoiar a recuperação destas casas em ruínas, no sentido de ganharem uma nova vida”, explica o casal. O projecto ‘Casas com Raízes’ já adquiriu três casas, estando uma em funcionamento e duas em fase de obra e que, no decorrer do ano 2021, ficarão disponíveis para acolher clientes. O próximo objectivo do casal passa por adquirir uma casa em granito, com 30 metros quadrados, na aldeia de Inguias, no concelho de Belmonte, a 5 minutos da aldeia de Rebelhos, um projecto que pretendem partilhar com mais pessoas.O objectivo é comprar uma casa na aldeia de Inguias, para remodelar e disponibilizar em alojamento local. Quem se quiser associar, “por 100 euros pode passar uma semana nesta nova casa ou numa das Casas com Raízes”.Esta campanha de angariação de fundos tem em vista a aquisição da casa e a posterior realização das obras de reabilitação. “Quem investir, em troca, beneficiará de alojamento nesta nova casa ou numa das Casas com Raízes disponíveis”, explica o casal Ricardo e Mafalda. E adiantam: “Com pequenos contributos de muitas pessoas faremos um projecto inovador e promover os investimentos nas aldeias, possibilitando experiências únicas”.A Mafalda é nascida e criada na região de Lisboa e formada em Ciências da Educação. Com ligações à aldeia de Rebelhos, considera ter a sorte de pertencer a uma terra que sempre a recebeu e acarinhou e onde cresceu de forma saudável.Com a vontade de uma maior qualidade de vida, com maior proximidade junto das pessoas e contribuir para revitalizar a aldeia, em 2014 decidiu deixar a cidade e passou a viver na aldeia de Rebelhos. Continua ligada à formação e ao ramo imobiliário e sente-se muito feliz por viver na aldeia e “contribuir para trazer novas pessoas para uma vida mais saudável”.O Ricardo é natural de Carrola, freguesia do Casteleiro, concelho do Sabugal. Considera-se “um defensor nato do concelho e alguém que tem procurado dar um contributo activo na sua dinamização”.Estudou em Viseu, trabalhou 5 anos na reserva da Faia Brava, em Figueira de Castelo Rodrigo e decidiu voltar às origens. Trabalha no ramo imobiliário e tem sido empreendedor, promovendo vários projectos tendo em vista a revitalização e dinamização da região.O Ricardo e a Mafalda adquiriram e recuperam a sua primeira casa em 2017 e, agora, sentem-se motivados para continuar a recuperar casas nas aldeias e atrair novos visitantes e, potencialmente habitantes para a região.