Frio


Na semana passada, a Câmara Municipal do Sabugal teve necessidade de espalhar sal-gema nas estradas mais afectadas pela formação de gelo e de cortar o trânsito em algumas ruas mais sombrias da cidade. Nos dias mais afectados pelo gelo, a autarquia teve 5 viaturas no terreno e 10 homens e uma carrinha ligeira com um espalhador acoplado, indicou o vereador Vítor Proença, responsável pelo Serviço Municipal da Protecção Civil.
De acordo com o autarca, os funcionários actuaram “sobretudo nas Estradas Municipais, nomeadamente naquelas que estão referenciadas e onde, normalmente, o Sol não derrete o gelo, por serem muito sombrias”. Devido às baixas temperaturas, a autarquia também solicitou a intervenção da empresa Estradas de Portugal nas vias que ligam Sabugal a Vilar Formoso, Sabugal à Guarda e o Sabugal ao Alto de Leomil.
A Câmara Municipal do Sabugal está atenta ao problema da formação de gelo e, segundo o vereador, dispõe de um stock de 20 toneladas de sal-gema, “a contar com estas situações” e também com a eventual queda de neve.