Ensino Superior


O Politécnico da Guarda (IPG), após a publicação dos resultados da 2.ª fase de acesso ao ensino superior, recebeu mais 209 alunos, que se juntam aos 364 colocados na 1.ª fase.
Nas duas fases de acesso, o IPG recebeu 573 novos alunos, preenchendo 78% das vagas iniciais (734).
Os cursos de Comunicação e Relações Públicas, Desporto, Enfermagem, Gestão, Gestão de Recursos Humanos e Marketing tiveram as suas vagas ocupadas na totalidade.
Ainda existem vagas sobrantes para 13 licenciaturas, que vão estar disponíveis na candidatura à terceira fase do concurso nacional, que está a decorrer até ao dia 7 de Outubro.
Recorde-se que no ano lectivo 2018/2019 o Politécnico da Guarda recebeu 518 alunos, menos 55 que este ano.
Para o Presidente do Politécnico da Guarda, Joaquim Brigas, “estes resultados são positivos e traduzem o trabalho que o IPG tem vindo a desenvolver, incrementando a interacção com a comunidade, assegurando a qualidade do ensino ministrado e os índices de empregabilidade”.
Por outro lado, Joaquim Brigas, embora reconhecendo algumas dificuldades ao nível da atractividade da região, mostrou-se optimista relativamente à futura evolução do IPG que “irá passar pela diversidade da oferta formativa qualificada e por novas propostas de formação pós-graduada, com forte ligação ao tecido empresarial, social e cultural”.
O Presidente do IPG considera que “os alunos são a principal razão da nossa existência e o seu sucesso é a ambição que norteia o trabalho aqui desenvolvido, num constante e assumido empenho em proporcionarmos uma formação adequada às exigências do mercado de trabalho, sem esquecermos o compromisso com o desenvolvimento deste território”.
As matrículas para os novos alunos que ingressaram nesta 2ª fase, decorreram de 26 a 30 de Setembro, nos Serviços Centrais do IPG e na Escola Superior de Turismo e Hotelaria (Seia).