Pinhel


Pinhel vai manter o estatuto de “Cidade do Vinho” também em 2021. A Associação de Municípios Portugueses do Vinho (AMPV) justificou esta decisão “face à situação de pandemia que está a afectar Portugal, a Europa e o Mundo”.A decisão foi aprovada por unanimidade, em reunião do Conselho Directivo realizada a 16 de Abril, “resultando daí que as iniciativas previstas na candidatura de Pinhel a Cidade do Vinho 2020 poderão ser realizadas ainda em 2020 (desde que reunidas as condições ideais), mas também ao longo de 2021”.Para o Presidente da Câmara Municipal de Pinhel, Rui Ventura, “esta é uma decisão justa tendo em conta que Pinhel continua determinado em concretizar o programa delineado no âmbito da sua candidatura, ao abrigo da qual está prevista mais de uma centena de actividades”.“Não sendo a situação ideal, nomeadamente devido às circunstâncias causadas pela pandemia, Pinhel passa a ser a primeira cidade a ostentar o título de Cidade do Vinho durante dois anos consecutivos”, adianta a autarquia de Pinhel.O projecto “Cidade do Vinho”, promovido pela AMPV, surgiu com o objectivo de “valorizar a riqueza, a diversidade e as características comuns dos territórios associados à cultura do vinho e de todas as suas influências na sociedade, na paisagem, na economia, na gastronomia e no património”.A iniciativa pressupõe a elaboração de um programa anual de acções culturais, de formação e de sensibilização ligadas ao vinho, com visibilidade nacional.