Iniciativa foi promovida pela Associação de Municípios Portugueses do Vinho

A eleição da “Rainha das Vindimas de Portugal 2021” decorreu no passado sábado, dia 11 de Setembro, à noite, nas Piscinas Municipais Descobertas de Pinhel, um espaço com uma forte ligação à temática da Vinha e do Vinho.O concurso contou com onze candidatas, em representação dos municípios de Alenquer, Arruda dos Vinhos, Cadaval, Cartaxo, Lagoa, Palmela, Pinhel, Portalegre, Rio Maior, Tábua e Torres Vedras.A noite foi de gala e acentuou os laços de união e camaradagem estabelecidos ao longo dos dois dias que as candidatas passaram na cidade de Pinhel, desfrutando da sua participação nesta iniciativa.A participação de público foi limitada aos grupos de apoiantes directamente ligados às candidatas, entre os quais estavam representantes dos onze Municípios envolvidos.Quanto ao júri, a responsabilidade recaiu sobre um painel de jurados liderado por José Arruda, Secretário-Geral da Associação de Municípios Portugueses do VinhoAo longo da noite, as candidatas fizeram dois desfiles: o primeiro em Traje Regional e o segundo em Vestido de Noite. Além disso, as concorrentes tiveram oportunidade de se dirigir ao público para apresentarem o seu concelho e a importância da Vinha e do Vinho para os territórios vinhateiros.A noite terminou com o anúncio das vencedoras, sendo atribuídos os lugares de 2ª Dama de Honor, 1ª Dama de Honor e Rainha das Vindimas 2021.A candidata Tânia Pina, representante de Pinhel, conquistou o lugar de 2ª Dama de Honor. A faixa com o título foi entregue por Bernardo Gouvêa, Presidente do Instituto do Vinho e da Vinha e membro do júri.Quanto ao lugar de 1ª Dama de Honor, foi conquistado por Rafaela de Oliveira, concorrente do Cartaxo, tendo sido a Vice-Presidente da Câmara Municipal de Pinhel, Daniela Capelo, a entregar e colocar a respectiva faixa.O título de Rainha das Vindimas 2021 foi conquistado por Daniela Marques, concorrente de Tábua que também conquistou o Prémio Fotogenia. A faixa foi com o título de Rainha foi entregue por Pedro Ribeiro, Presidente da Associação de Municípios Portugueses do Vinho e Presidente da Câmara Municipal do Cartaxo.Quanto ao Ceptro e à Coroa, que vão passando “de reinado em reinado”, foram entregues pessoalmente pela Rainha das Vindimas 2019, Cátia Mateus, do Município de Azambuja.Antes de serem anunciadas as vencedoras, foi entregue o Prémio Fotogenia, por Cristóvão Gonçalves, Técnico do Município de Pinhel que fez a cobertura fotográfica do evento, incluindo uma sessão fotográfica realizada previamente na cidade. Neste caso, a escolha recaiu sobre Daniela Marques, concorrente de Tábua.Raquel Oliveira, concorrente do Cadaval, a vencedora do Prémio Simpatia, eleita pelas próprias concorrentes, recebeu o prémio entregue pela Presidente da Assembleia Municipal de Pinhel, Ângela Guerra.Pelo facto de ser Cidade do Vinho 2020-2022, Pinhel prepara-se para acolher novamente a Gala da Rainha das Vindimas em 2022, esperando que o evento decorra com a normalidade que ainda não foi possível ter este ano, devido à pandemia.