Pinhel

A futura Biblioteca Municipal de Pinhel vai ser instalada naquela que é conhecida como a ‘Casa dos Bandarra’, paredes meias com a Porta de Santiago, uma das seis portas da muralha de Pinhel. O projecto, elaborado pelos Serviços Técnicos da Câmara Municipal de Pinhel, foi analisado e aprovado por unanimidade na reunião de Câmara, realizada a 5 de Novembro e prevê um investimento que deve rondar os 400 mil euros. “Após um aprofundado estudo da história do edifício, dos seus elementos estruturais e construtivos, bem como das suas características funcionais, o projecto foi desenvolvido respeitando como base todas as características originais do edifício e mantendo as possíveis atendendo ao estado de conservação” explica o Município presidido por Rui Ventura.De acordo com o estudo, no exterior, as fachadas serão apenas rebocadas e pintadas e a pedra de granito existente à vista será mantida”, e “interiormente, as paredes estruturais (de maior espessura) serão mantidas e consolidadas”.De acordo com o projecto, “a parte lateral esquerda do edifício está destinada à zona da Administração e a parte lateral direita à Biblioteca propriamente dita”, ficando “o pavimento do Piso 0 será em betão afagado e os restantes em madeira”.A autarquia garante que na intervenção procurou-se “respeitar sempre as características da pré-existência, inserindo materiais e formas contemporâneas onde estas não eram possíveis de recuperar, como é o pavimento do Piso 0 e as peças em ferro forja preto”.Na elaboração do projecto houve o “cuidado de integrar esta intervenção, ao nível construtivo e de escolha de materiais, com as demais que têm sido feitas no Centro Histórico de Pinhel.