Pinhel


Nos dias 31 de Maio, 1 e 2 de Junho, decorre em Pinhel a “Feira Medieval da Cidade Falcão – Guarda-Mor do Reino e Senhorios de Portugal”. A edição deste ano destaca a Muralha de Pinhel mandada reconstruir e ampliar por el Rei D. Dinis.
“O centro histórico da cidade de Pinhel é o cenário ideal para um evento que pretende transportar os visitantes até à época medieval, época marcada por vivências rurais mas também por constantes disputas pela posse dos territórios, principalmente nesta zona de fronteira”, refere a autarquia de Pinhel sobre a iniciativa. E acrescenta: “Para lá das muralhas, que por esses dias vão definir o espaço desta recriação, começam a surgir os mercadores (pois não há feira sem mercadores), mas também os taberneiros e os servidores de manjares”.
Ruas coloridas, cortejos e torneios, música, dança, artes circenses, espectáculos de fogo, encenações e muita animação de rua completam este cenário que convida os visitantes a entrar na festa e aproveitar as múltiplas experiências que esta Feira Medieval pretende proporcionar.
O programa integra a realização de uma Ceia Medieval que contará com cerca de 350 comensais (sábado, dia 1 de Junho) e que decorre junto ao Castelo, ponto mais alto da Cidade, onde têm lugar algumas das principais encenações e representações baseadas em factos históricos.
Destaque também para a Missa campal que será celebrada no domingo, dia 2 de Junho, às 12.00 horas, no Largo de Santa Maria.