Pinhel


No dia 6 de Dezembro, o Teatro do Imaginário - Grupo de Amigos do Manigoto, vai fazer a estreia, pelas 21.30 horas, no Cineteatro São Luís, em Pinhel, da peça “O Bem e o Mal”, numa adaptação do romance de Camilo Castelo Branco que fala de Pinhel e das suas gentes.
A ideia de construir uma peça com este romance de Camilo Castelo Branco, “O Bem e o Mal”, surgiu ao Teatro do Imaginário em Julho do corrente ano, quando o Município de Pinhel desafiou este grupo de teatro amador do concelho a construir uma representação teatral que acompanhasse a inauguração do monumento que a autarquia dedicou ao grande autor português por ocasião das celebrações dos 150 anos deste romance dedicado a Pinhel e às suas gentes. Para esta inauguração, o encenador e escritor Daniel Rocha propôs ao Teatro do Imaginário a preparação de uma adaptação teatral de alguns capítulos daquele romance. A recepção por parte do público e o gosto de representar Camilo e as suas personagens levou a que o Grupo de Amigos do Manigoto e o Município de Pinhel decidissem avançar com uma produção conjunta da adaptação para teatro de toda a obra.
A peça “O Bem e o Mal” tem estreia marcada para o dia 6 de Dezembro, para a cidade de Pinhel, mas o Teatro do Imaginário pretende levá-la a outros pontos do distrito e do país.
O espectáculo tem interpretação de Ana Mesquita, Bernardo Cerdeira, Daniel Ferreira, Daniel Rocha, Diogo Cerdeira, Diogo Paulino, Fernanda Fernandes, José Ferreira, Maria Gonçalves, Maria Luísa Mesquita, Raquel Castelo e Sofia Paulino.
A adaptação dramatúrgica e a encenação pertencem a Daniel Rocha, o desenho de Luz e a luminotecnia a António Freixo e a operação de som a Roberto Gama.