Mêda e Figueira de Castelo Rodrigo


O Primeiro-Ministro, António Costa, e o Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos participaram numa jornada dedicada ao sector vitivinícola, que passou pelo concelho de Mêda e termina no concelho de Figueira de Castelo Rodrigo.
No concelho de Mêda, a comitiva visitou a Quinta do Vale d´Aldeia.
A visita prosseguiu para as instalações da Adega Castelo Rodrigo, onde decorreu uma Mostra de Produtos Regionais, em prenúncio da Festa das Amendoeiras em Flor, que se realiza de 8 a 17 de Março.
“A presença do Governo neste território do Interior de Portugal constitui um forte estímulo ao sector, cujos empresários estão empenhados em demonstrar a sua capacidade para investir e captar investimento para a região”, considerou a autarquia.
O programa da visita terminou com um Jantar com Empresários do Sector Agrícola da Região.
No final da visita à Adega Cooperativa de Figueira de Castelo Rodrigo e à empresa de viticultores Quinta d’Aldeia, em Mêda, o Primeiro-Ministro referiu que o tema da cooperação transfronteiriça foi definido “como objectivo fundamental” da próxima Cimeira Luso-Espanhola, à semelhança do que aconteceu em 2018. “No Programa Nacional de Infra estruturas, que na semana passada apresentámos na Assembleia da República, estão previstos 200 milhões de euros para vir a financiar aquilo que viermos a acordar com Espanha, como as intervenções prioritárias para reforçar as relações transfronteiriças”, disse António Costa.
A próxima Cimeira Luso-Espanhola, que terá lugar na Guarda, em Junho deste ano, discutirá as intervenções a fazer “nas infra estruturas rodoviárias, fluviais e ferroviárias para reforçar” a ligação transfronteiriça.
A pensar no desenvolvimento do interior do país, o governo, na reprogramação dos fundos comunitários, reforçou em cinco mil milhões de euros as verbas destinadas ao apoio ao investimento empresarial e, dessa verba, 1 700 milhões só podem ser utilizadas por empresas nos territórios de baixa densidade.
António Costa recordou também que o Orçamento do Estado para este ano prevê incentivos fiscais muito importantes para as empresas que se queiram fixar no interior.
Na visita à empresa Quinta do Vale d’Aldeia, em Mêda, o Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Capoulas Santos, disse que o projecto da construção do regadio da barragem da Coriscada está em condições de ser candidatado ao programa nacional de regadios. Este projecto vai irrigar 210 hectares, abrangendo 162 proprietários, representando um investimento de 14 milhões de euros.