Mêda - Longroiva


A Câmara Municipal de Mêda vai investir 500 mil euros na construção de um Centro Interpretativo junto do Castelo de Longroiva. De acordo com o autarca Anselmo Sousa, o equipamento, que tem o projecto aprovado e é apoiado por fundos comunitários, deve começar a ser edificado no próximo mês de Junho. O futuro Centro Interpretativo de Longroiva será construído em terrenos que são propriedade da Câmara Municipal de Mêda e numa pequena parcela particular adquirida pelo Município para esse efeito. “É um Centro Interpretativo que, no fundo, irá servir para nós darmos um realce maior ao nosso património”, disse o autarca, acrescentando que o espaço terá uma base tecnológica apurada e permitirá colocar o património concelhio em rede. Anselmo Sousa acredita que o Centro Interpretativo será uma obra muito importante para Longroiva e para o concelho de Mêda, que tem várias potencialidades turísticas e patrimoniais. A aldeia de Longroiva dista cerca de cinco quilómetros da cidade da Mêda e possui um vasto património monumental, destacando-se o Castelo, o Solar dos Marqueses de Roriz, a Capela da Senhora do Torrão, a Fonte da Concelha e a Igreja Matriz.
Em Longroiva também existe um Hotel Rural que começou a funcionar em 2016, que ocupa o antigo balneário termal, construído no século XVII, e a área contígua. O hotel conta com 44 quartos (o antigo edifício termal está dotado com duas suites e 12 quartos e foram construídos mais 20 quartos e 10 bungalows) e possui piscina exterior aquecida e restaurante, entre outras áreas. O projecto do Hotel, financiado por fundos europeus, está associado ao moderno balneário Termal e SPA de Longroiva, que foi construído em 2007 e cujas águas termais estão vocacionadas para tratamento de patologias reumáticas, músculo-esqueléticas, respiratórias e da pele.