Aumento do número de camas no concelho


O concelho de Manteigas tem sentido nos últimos anos uma crescente procura por parte de turistas e de visitantes. Os dados oficiais do Turismo do Centro, do Parque Natural da Serra da Estrela e da própria Câmara Municipal indicam claramente que Manteigas já transitou de ser unicamente um local com elevado potencial turístico para ser um lugar efectivo onde as pessoas desejam ir, estar e sentir. “Se no passado alguns vinham insistindo que a montanha não é só neve, hoje muitos já se deram conta que, por cá, todas as estações do ano têm distintos encantos. Na dianteira dos tempos encontram-se os operadores turísticos que apostam firmemente neste destino de eleição para amantes da natureza, da aventura, do lazer e do desporto, ou dos que procuram a calma, o bem-estar ou simplesmente respirar saúde”, refere a autarquia. E acrescenta: “Neste momento encontram-se em construção um Hotel de 5 Estrelas (com capacidade para 40 pessoas) na antiga Pousada de São Lourenço, um Hotel Rural designado “Hotel da Fábrica” (36 pessoas) na entrada da vila (no local onde laborou durante anos a empresa Ecolã), e uma remodelação profunda no Hotel Inatel Serra da Estrela, que contempla igualmente o edifício das Termas de Manteigas (128 pessoas)”. No âmbito do Turismo em Espaço Rural, no último ano, abriram portas duas Casas de Campo: “Casa dos Moinhos” (8 pessoas), junto ao Poço do Rio Zêzere com o mesmo nome, e a “SerraVale - House & Nature” (8 pessoas), em Santo António, perto da Capela.
Na categoria de Alojamento Local foram abertos ao público e devidamente registados nos últimos 2 anos os seguintes estabelecimentos: “Arcadas da Vila” (8 pessoas) na Rua Dr. Sobral, a “Casa da Cerca” (6 pessoas) na Estrada da Lapa/Cerca, a “Casa da Quelha” (4 pessoas) na Rua Sá da Bandeira, a “Casa D’Avenida” (8 pessoas) na Travessa de Santo António e a “Casa de Manteigas” (6 pessoas) na Rua Dr. Sobral. Nesta tipologia encontra-se, neste momento, em obras de adaptação uma moradia no Souto Grande associada a uma escola de escalada e montanhismo (18 pessoas) e em processo de licenciamento dois “Hostel’s”: um em pavilhão da antiga Sotave (80 pessoas) e outro na Praça Luís de Camões (19 pessoas). Para além destes empreendimentos, os serviços técnicos da autarquia têm acompanhado vários projectos e anteprojectos de turismo a serem desenvolvidos para se submeterem a aprovação municipal. “Vale a pena investir em Manteigas” parecem dizer os operadores turísticos. “Gente traz gente e o destino Manteigas ganha escala. Este concelho esteve sempre no centro da Serra da Estrela. O seu coração. Hoje, mais que nunca, sente-se que «Manteigas Vale por Natureza1»”, conclui a Câmara Municipal.