Manteigas - Serra da Estrela


O presidente da Câmara Municipal de Manteigas, Esmeraldo Carvalhinho, voltou a sair em defesa da construção de túneis na Serra da Estrela, que seriam importantes não só para melhorar as acessibilidades ao seu concelho como para facilitar as ligações rodoviárias entre os distritos de Castelo Branco e de Viseu. “Chamam-me às vezes lunático quando continuo a defender a construção dos túneis da Serra da Estrela. Já o disse várias vezes em público e repito-o. Para mim é uma solução importante, necessária e perfeitamente normal. Não será no ano de 2018, 19 ou 20, mas que se comece a discutir e que se comece a promover a construção dos túneis da Serra da Estrela”, afirmou aos jornalistas na sexta-feira, dia 26 de Janeiro, à margem da conferência de imprensa de apresentação da ExpoEstrela 2018. Esmeraldo Carvalhinho defende a construção dos túneis de atravessamento da Serra da Estrela “pensando em duas regiões do país que têm neste momento economias com algum potencial, fixadas no distrito de Castelo Banco e no distrito de Viseu”, pois actualmente os “movimentos pendulares de pessoas e bens” entre estes dois distritos “têm de ser feitos pelo Norte da Guarda ou pelo Sul da Covilhã”. “Imaginem, com os túneis da Serra da Estrela, de que forma é que se faria muito mais cómoda, muito mais rápida e muito mais eficaz e com menos custos?”, declarou aos jornalistas.
Para o presidente da autarquia de Manteigas, “são as Comunidades Intermunicipais de Viseu e de Castelo Branco, com os Municípios da Serra da Estrela, que têm de defender os túneis. É um trabalho que havemos de iniciar. Poderá ser inglório, espero que não, mas temos que iniciar rapidamente um trabalho junto dessas Comunidades para percebermos o que é que pensam, mas, acima de tudo, para demonstrarmos esta nossa vontade e o nosso pensamento em relação a esta matéria”. Esmeraldo Carvalhinho defende que o projecto dos túneis deve “entrar no Plano Nacional Rodoviário”, onde já esteve, pois as decisões desta natureza “são do poder central”. Para o autarca socialista, nesta matéria “nada é impossível”, dando conta daquilo que aconteceu com a construção do túnel do Marão. E se o problema é dinheiro, não vê qualquer problema que os futuros túneis da Serra da Estrela possam ser portajados “até ao momento de estarem pagos”. Sublinhou que é contra as portagens nas antigas SCUT’s, mas considera “aceitável” que os túneis possam ter portagens até estarem pagos.
Ainda em relação a acessibilidades, o autarca afirmou que a Estrada Nacional 338 “devia ser alargada e não foi”, considerando que na altura em que foi requalificada “foi um crime que fizeram ao concelho de Manteigas”. Disse que a beneficiação da via, tal como aconteceu, “trouxe constrangimentos enormes” e “não contribuiu para que Manteigas desse um salto positivo no que diz respeito ao trânsito de visitantes”.