Manteigas


O concelho de Manteigas vai ter em breve novos hotéis, estando uns em construção e outros a aguardar por autorização para as obras se iniciarem. De acordo com o presidente da Câmara Municipal de Manteigas, Esmeraldo Carvalhinho, neste momento estão em curso obras de requalificação da Pousada de São Lourenço e de construção do Hotel da Fábrica. Quanto ao projecto de construção do Hotel Vila Galé Serra da Estrela, o início das obras está dependente do parecer da Direcção-Geral de Geologia, uma vez que a obra “estará praticamente licenciada”. Esmeraldo Carvalhinho espera “ardentemente” que o parecer em falta seja positivo, pois com a entrada em funcionamento dos novos Hotéis “Manteigas vai ter mais visitantes”. O autarca admite que a candidatura do Vale Glaciar do Zêzere às 7 Maravilhas de Portugal “fez com que Manteigas desse um salto positivo” na divulgação das suas potencialidades e os operadores turísticos passaram a olhar para o concelho com “mais apetite”.
O grupo Vila Galé refere na sua página na Internet que “um novo conceito irá nascer em pleno Vale Glaciar do Zêzere, no Município de Manteigas”. O Vila Galé Serra da Estrela “será um Hotel de montanha, com 81 quartos, no qual serão investidos cerca de 6 milhões de euros”. “Localizada junto ao viveiro das trutas, esta unidade terá ainda piscina exterior aquecida, um restaurante, lobby bar, spa, salão de eventos e estacionamento”, acrescenta. O Hotel da Fábrica surge por iniciativa do empresário João Clara. A unidade hoteleira, em fase final de construção, está situada em Manteigas, na Quinta de Santa Clara, local onde laborou durante anos a empresa Ecolã. “O nosso Hotel é o resultado de um projecto antigo que complementará o trabalho que tem sido feito por nós. A Ecolã quer diversificar a sua actividade e este conceito de sustentabilidade vai abrir portas a outras apostas complementares”, explicou recentemente ao Jornal A GUARDA, o empresário João Clara, responsável pelo empreendimento. O Hotel terá um público-alvo que “privilegie um conceito consciente, sustentável e de respeito pelo meio ambiente”. O projecto tem na água, na madeira, no burel e na lã “os elementos que farão deste Hotel um Hotel que conte uma História”, baseada na preservação dos valores e costumes da Serra da Estrela. “Procurando nos recursos que a nossa região nos proporciona uma base para o nosso projecto rapidamente percebemos que a associação à lã e ao Burel seria uma ligação lógica”, adiantou João Clara. O Hotel da Fábrica contará com 18 quartos e duas suites, uma piscina interior aquecida e um SPA.