Unidade Local de Saúde da Guarda


A Unidade de Saúde Familiar Carolina Beatriz Ângelo, da Unidade Local de Saúde da Guarda, foi inaugurada esta segunda-feira, dia 16 de Janeiro, e, até que tenha instalações próprias, funciona no Centro de Saúde da Guarda (Lameirinhas), garantindo resposta assistencial a cerca de 6700 utentes. Esta nova Unidade de Saúde Familiar funciona todos os dias úteis, entre as 8.00 e as 20.00 horas.
Coordenada pela médica Catarina Monteiro, a Unidade de Saúde Familiar Carolina Beatriz Ângelo é formada por uma equipa de 13 profissionais, cinco médicos, cinco enfermeiros, três assistentes técnicos e ainda cinco médicos internos de Medicina Geral Familiar. Integra também os pólos de saúde de Vela e Gonçalo.
Presta cuidados de saúde personalizados à população inscrita – consultas programadas, atendimento de situações de doença aguda em todo o horário de funcionamento, cuidados de enfermagem e cuidados domiciliários – e compromete-se a dar resposta a todas as solicitações, sejam de índole médica ou de enfermagem, no próprio dia e durante o horário de funcionamento.
“Vamos tentar dar sempre resposta no próprio dia, a qualquer solicitação por parte dos utentes para doenças agudas e se os médicos estiverem ausentes teremos sempre uma resposta por uma equipa que estará de intersubstituição”, garantiu Catarina Monteiro. Adiantou que será sempre privilegiada a “consulta programada”, oferendo a resposta “em cinco dias uteis”.
Catarina Monteiro explicou que “a ideia original” previa uma equipa constituída por sete médicos, mas as instalações que estão a usar não possibilitam esse número total de médicos e, por isso são apenas cinco. A Coordenadora da nova Unidade de Saúde Familiar espera que, no futuro, seja possível alargar as instalações, com um edifício novo, com a possibilidade de ter uma equipa com 7 ou 8 médicos.
A Unidade de Saúde Familiar é um modelo de organização dos Cuidados de Saúde Primários que pretende garantir uma maior acessibilidade, continuidade e globalidade dos cuidados prestados.
Em relação à inauguração da nova Unidade de Saúde Familiar, o Presidente da Câmara da Guarda considerou que “tudo o que sejam medidas para ir de encontro às pretensões da nossa população, dos nossos utentes, do nosso concelho, e neste caso concreto a política de proximidade, a saúde de proximidade ao nosso cidadão, naturalmente que temos de estar satisfeitos”. Sérgio Costa lembrou que “esta iniciativa parte muito da vontade dos profissionais de saúde, dos médicos, dos enfermeiros, dos assistentes técnicos, dos assistentes operacionais, e temos de dar todo o apoio necessário”.
João Barranca, Presidente do conselho de administração da ULS Guarda, referiu que “numa Unidade de Saúde Familiar o modelo organizacional é diferente: muda o modelo de organização, o modelo de gestão, visando uma maior proximidade e uma maior abrangência na prestação de cuidados”. Adiantou que esta Unidade de Saúde Familiar abrange cerca de 6700 utentes e ainda pode ser alargada “um bocadinho mais”.
Com a entrada em funcionamento da Unidade de Saúde Familiar Carolina Beatriz Ângelo, a Unidade Local de Saúde da Guarda passa a ter três Unidades de Saúde Familiar em funcionamento, na sua área de influência.
A Unidade Local de Saúde da Guarda abrange 13 concelhos do distrito da Guarda (excepto o de Aguiar da Beira, que pertence ao Agrupamento de Centros de Saúde do Dão – Lafões) gere actualmente os hospitais da Guarda (Sousa Martins) e de Seia (Nossa Senhora da Assunção), e também 12 centros de saúde e duas unidades de saúde familiar (A Ribeirinha, na cidade da Guarda e a Mimar Mêda, na cidade de Mêda), abrangendo cerca de 142 mil habitantes.