Guarda

A maioria da Assembleia Municipal da Guarda rejeitou uma proposta do BE sobre a “recomendação para que famílias e microempresas fossem isentadas do pagamento das taxas fixas de água e redução do saneamento e resíduos no concelho da Guarda até final de Maio”. O Deputado Municipal do BE Guarda, Marco Loureiro, disse que “a proposta foi recusada pelo executivo camarário PSD, que entende já estar a apoiar suficientemente as famílias e microempresas nesta matéria”. O BE não concorda com esta posição e “continua a defender que a autarquia pode e deve fazer muito mais nesta e noutras matérias de grande impacto na vida dos guardenses”, em virtude da pandemia do Covid-19.A proposta referia que “as empresas com actividade suspensa durante os sucessivos estados de emergência, continuam a ter no final do mês que pagar, mesmo não estando a facturar nada”.