Guarda

“A implementação do sistema silvo-pastoril na região,” como forma de prevenção dos incêndios florestais, serviu de base ao “contributo para pensar a Guarda e a região” apresentado pelo vereador do PS, na Câmara da Guarda, na última reunião do executivo municipal que teve lugar do dia 23 de Julho. Manuel Simões deu conta de alguns trabalhos desenvolvidos ao longo dos últimos anos “no sentido de minimizar os efeitos catastróficos que os incêndios trazem às populações”.  Lembrou o decréscimo de pequenos ruminantes, provocado pelo “fluxo migratório”, que “reduziu a disponibilidade de mão-de-obra”. Adiantou que “a redução da população activa obrigou à necessidade de introduzir novos procedimentos técnicos”, avançando-se para um “projecto de experimentação aplicada sobre a gestão e valorização da flora autóctone”.Manuel Simões referiu que “ a solução mais consensual tendeu para que os bovinos de carne em sistema extensivo viessem a ocupar o lugar deixado pelos pequemos ruminantes, por serem menos exigentes em mão-de-obra”. O vereador do PS considera que este projecto “merecia maior reconhecimento” em acções de introdução de conhecimento, pelo trabalho que tem vindo a desenvolver junto da comunidade “nas áreas socioeconómica e ambiental”.