Guarda

Uma Empresa da Guarda concorrente “Encosta Tour”, no Concurso Transportes Urbanos da Guarda, denunciou algumas possíveis irregularidades no concurso que foi recentemente adjudicado por unanimidade, na Câmara da Guarda.O assunto foi apresentado na reunião de Câmara desta segunda-feira, 25 de Janeiro, pelo vereador Sérgio Costa. Na ocasião adiantou que “são referidas algumas situações, como a abertura de uma conta conjunta solidária entre o Município da Guarda e a Empresa TRN, com sede na zona de Lisboa, sem aparente enquadramento legal, o não cumprimento da apresentação da documentação legal da forma correcta e atempada perante o exigido no caderno de encargos, podendo desta forma vir a ser considerada uma adjudicação viciada”.Para Sérgio Costa “a serem confirmadas tamanhas incongruências ou mesmo ilegalidades, podemos estar perante a necessidade de anulação imediata da intenção de adjudicação decidida neste órgão há algumas semanas atrás”. O vereador do PSD solicitou a clarificação urgente desta situação, “a bem da Guarda, a bem da Câmara, a bem do erário público, a bem da transparência e legalidade da causa pública”.Sobre este assunto, o Presidente da Câmara da Guarda, Carlos Chaves Monteiro, disse que iria fazer a verificação dos factos para depois informar o Executivo da Câmara da Guarda.