Guarda

A inauguração da exposição “Bruto”, de Agostinho Santos, com curadoria de Valter Hugo Mãe está programada para hoje, dia 8 de Abril, em vários locais da cidade.Com mais de 300 peças artísticas -pinturas, objectos, esculturas e livros de artista- distribuídas por vários equipamentos culturais, a exposição apresenta-se como um roteiro pelo centro Histórico da Guarda. Roteiro que vai do Museu até ao Café Concerto do Teatro Municipal da Guarda (TMG), passando pela Capela do Solar dos Póvoas e pela Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço (BMEL). As obras de arte expostas, desenvolvendo uma linguagem muito pessoal, ainda que de cariz predominantemente neoexpressionista, materializam uma visão fantasmagórica do mundo pandémico em que temos estado mergulhados. O Livro da exposição será igualmente apresentado na sessão de abertura desta iniciativa que contará com três momentos com horas e locais diferentes: o primeiro, às 17.30 horas – Desenhos do «Alfabeto Monstruoso» e «Livros de artista» - na BMEL; o segundo às 18.00 horas – Instalação – Capela do Solar do Póvoas; o terceiro às 18.30 horas – Desenho, Pintura Escultura e lançamento do livro Bruto – Museu da Guarda.A sessão conta com a presença do autor, Agostinho Santos, e do curador da exposição, o escritor Valter Hugo Mãe, entre outras personalidades.