Guarda
Enfermeiros a recibo verde com contractos de trabalho

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) anunciou que a Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda vai celebrar contratos individuais de trabalho com os 43 enfermeiros que prestavam serviço a recibo verde. De acordo com Honorato Robalo, dirigente do SEP, “há o compromisso da ULS” de os enfermeiros assinarem os contratos “a qualquer momento, ficando apenas excluídas duas enfermeiras que emigraram”.
O sindicalista contou que após a realização de um protesto público, no dia 28 de Maio, em frente da sede do Conselho de Administração da ULS, onde foi denunciada a existência de “falsos recibos verdes”, o Ministério da Saúde deu “luz verde” à contratação dos profissionais através de contratos individuais de trabalho sem termo.
O sindicato refere, em comunicado, que “sempre defendeu, exigiu, defende e continua a exigir” que “para o desempenho de funções permanentes devem ser celebrados vínculos permanentes”. O SEP também refere que “sempre foi contra a subcontratação dos enfermeiros, problema que se arrasta há dois Governos e três Conselhos de Administração da ULS da Guarda”.