Guarda


Adelaide Campos, directora do serviço de Urgência do Hospital da Guarda, renunciou ao cargo, no dia 30 de Janeiro. Depois de já ter colocado o lugar à disposição por várias vezes, mas de acordo com o Conselho de Administração, “até à presente data e devido a todos os constrangimentos verificados no SNS não houve oportunidade de substituir a Dra. Adelaide Campos”.
O Conselho de Administração, presidido por João Barranca, referiu que “deliberou autorizar a abertura de Concurso Público para o respectivo cargo, seguindo-se os procedimentos habituais”. E acrescenta: “Até que o concurso esteja concluído, a Dra. Adelaide Campos manter-se-á no exercício de funções”.
Recorde-se que Adelaide Campos alertou, por diversas vezes, para a falta de condições e para os constrangimentos registados no serviço de Urgência por falta de recursos.