Vilar Formoso


O Governo convocou uma reunião para esta sexta-feira, dia 18 de Outubro, em Vilar Formoso, para definir os termos e calendarizar a requalificação do Parque de camiões TIR, em conjunto com Espanha. Na reunião estarão presentes a Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, o Secretário de Estado da Valorização do Interior, João Paulo Catarino, e o Secretário de Estado das Infraestruturas, Jorge Delgado.
Participam igualmente na reunião, que se inicia às 11.00 horas, o Presidente da Câmara de Almeida e o Alcaide de Fuentes de Oñoro, bem como a Infraestruturas de Portugal e o Turismo de Portugal.
A requalificação do Parque de camiões TIR de Vilar Formoso é uma das medidas que consta do Projecto Integrado de Intervenção, Reabilitação e Revitalização da Zona de Fronteira de Vilar Formoso.
Recorde-se que o Governo celebrou, no dia 18 de Julho, na Câmara Municipal de Almeida, um protocolo de cooperação para execução do Projecto Integrado de Intervenção – Reabilitação e Revitalização da Zona de Fronteira de Vilar Formoso, devido à construção do troço final da auto-estrada A25 de ligação entre Vilar Formoso e a fronteira.
A primeira reunião do Grupo de Trabalho responsável pelo estudo de viabilidade de um projecto integrado de intervenção para reabilitação e revitalização da zona de fronteira de Vilar Formoso, aconteceu no dia 29 de Agosto, no CEDET-Centro de Desenvolvimento Transfronteiriço, em Vilar Formoso.
Da agenda de trabalho fez parte a identificação dos projectos âncora para afirmar Vilar Formoso como porta de entrada e “sala de visitas de Portugal”, como afirmou, no dia da assinatura do documento, o Ministro Adjunto e da Economia.
“Temos de assegurar que os milhões de viajantes que passam por Vilar Formoso, todos os anos, encontrem pretextos para ali parar” disse Pedro Siza Vieira, que revelou estar prevista a requalificação da área de localização dos camiões de mercadorias e a criação de um grande posto de turismo em Vilar Formoso.
“Os viajantes que nos procuram devem parar ali para conhecerem melhor o nosso país e, a partir daí, encontrar outros motivos de interesse”, acrescentou o Ministro, na mesma ocasião.