Gouveia


No âmbito do plano de vigilância e controlo da vespa asiática, o Município de Gouveia está a promover a colocação de armadilhas, em locais estratégicos, com atraente para a captura das vespas fundadoras com permanência durante dois meses.
Estas armadilhas têm uma função muito específica e inserem-se na estratégia de mitigação da praga para o ano 2019.
O município está a pedir a colaboração da população para que preserve as armadilhas e comunique alguma situação anómala.
De acordo com a autarquia de Gouveia, no ano de 2018, foram eliminados pelos serviços municipais cerca de 150 ninhos de vespa asiática. Na maioria dos casos, a referenciação dos ninhos foi desencadeada por apicultores e munícipes do concelho.
O Município de Gouveia tem seguido as orientações do Plano de Acção para a Vigilância e Controlo da Vespa Velutina em Portugal, tendo adquirido equipamento de protecção individual e de eliminação de ninhos.
A Vespa-Asiática, cujo nome científico é Vespa Velutina é uma espécie de vespa nativa do Sudeste Asiático, tendo sido confirmada a sua presença em território nacional em 2011, sendo que entretanto já foi avistada em mais de 12 distritos.
É considerada perigosa, agressiva e predadora, uma vez que começou a atacar colmeias e a matar abelhas. Considerada uma espécie invasora problemática para a sustentabilidade dos ecossistemas, uma vez que se alimenta de abelhas e vespas nativas, coloca em perigo as colónias e a actividade apícola em Portugal.