Iniciativa é promovida pela Câmara Municipal de Gouveia/Museu do Livro Sagrado


“A Bíblia na Cultura Ocidental: Milénios de civilização” é o tema do Congresso Internacional que vai decorrer em Gouveia de 17 a 19 de Setembro de 2020.
“Quando a mundialização é um facto dos nossos dias, a (re)visitação desta obra de apelo universal pode lançar uma luz sobre as relações interculturais na aldeia global”, refere a organização.
Recorde-se que em 2019 foi assinalado o 200º aniversário da primeira edição da Bíblia completa da mais antiga tradução em língua portuguesa (Londres, 1819), realizada no século XVII por João Ferreira d’Almeida.
O Congresso Internacional “A Bíblia na Cultura Ocidental: Milénios de Civilização”, organizado pela Câmara Municipal de Gouveia/Museu do Livro Sagrado, pretende apresentar uma compilação de análises críticas sobre a relevância da Bíblia como um bem cultural, a pertinência dos lugares que ocupa na construção da cultura e sociedade lusitana e, ainda, o universo da tradução e edição dos textos sagrados do Cristianismo.
O trabalho científico deste Congresso oferece a oportunidade de aprofundar, através de uma dinâmica multidisciplinar, espírito ecuménico e inter-religioso, o universo transversal bíblico, que emerge desde a complexidade das dinâmicas de tradução, das dinâmicas socioculturais e religiosas atuais, às novas realidades contemporâneas de comunicação e informação da sociedade actual, altamente tecnológica.
Este Congresso é a oportunidade de conhecimento da Bíblia (obra traduzida em mais de dois mil e quatrocentos idiomas) e, simultaneamente, uma oportunidade de reler o que se entende por “civilização ocidental” e cidadania.
O Congresso tem como propósito principal analisar a relevância da imagética bíblica, tanto na construção das identidades, como nas formas de expressão artística do génio nacional.
Mediante a dinamização de várias áreas de investigação (da literatura às artes, da história às ciências sociais, da filosofia ao direito), a iniciativa promove um olhar interdisciplinar sobre as marcas do texto na sociedade portuguesa, procurando compreender o modo como nela o texto bíblico foi apropriado ao longo dos tempos.
O congresso tem em vista os seguintes objectivos: Proporcionar à sociedade portuguesa a compreensão do papel da disseminação da Bíblia no processo de modelação cultural; Reflectir sobre a influência dos textos bíblicos na formação da civilização ocidental; Retomar o legado cultural das representações da Bíblia em Portugal e na Europa e consequente influência na (re)construção das identidades; Compilar um repositório de «olhares», cuja natureza possa suscitar, na agenda académica, um renovado interesse pela investigação dos “efeitos da Bíblia” no âmbito dos estudos culturais; Publicar os resultados em livros de estudo.
O pagamento da inscrição no programa científico do congresso dará direito ao Certificado de Participação para efeitos curriculares, à Pasta do Congresso (com livro de resumos das conferências, programa e outro material informativo) e à livre participação nas actividades sociais.