Gouveia


A PSP da Guarda assinalou esta terça-feira, 22 de Outubro, o 135º aniversário do Comando Distrital. Na cerimónia decorreu em Gouveia, o comandante distrital da PSP da Guarda, o superintendente Salvado Lopes, voltou a falar da necessidade de aquela estrutura policial ser dotada com mais efectivos e com novas instalações.
“Passados tantos anos, a situação pouco se alterou. Continuamos a ter instalações dispersas por cinco locais da cidade da Guarda, com falta de espaços adequados e sem a necessária funcionalidade” disse Salvado Lopes.
Durante o discurso, na cerimónia que decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho de Gouveia, adiantou que “a construção de um novo edifício para o Comando Distrital da PSP, para além de agregar os serviços desconcentrados pela Guarda, possibilita aumentar a dimensão operacional, reduzir custos logísticos e financeiros e principalmente conferir qualidade e dignidade de que se deve revestir um serviço público desta natureza”.
Salvado Lopes disse também que o Comando da Guarda “é, de todos os Comandos do país, não só o que dispõe do menor número de elementos, mas também um dos mais envelhecidos”.
E explicou: “A elevada idade média dos 163 profissionais, situada nos 50 anos, aliada à previsível redução de 34% do efectivo que, em 2019 e 2020, reúnem condições para passarem à pré-aposentação, constituem realidades que carecem de ser revertidas através do reforço de meios humanos e do rejuvenescimento do dispositivo, por forma a garantir um serviço policial de elevada qualidade”.
Carlos Chaves Monteiro, presidente da Câmara Municipal da Guarda, voltou a manifestar a disponibilidade da autarquia para ajudar a encontrar uma solução para as instalações da PSP, que pode passar pelo espaço do antigo matadouro da Guarda.
O Director Nacional Adjunto da PSP, Abílio Vieira, adiantou que haverá reforço de elementos com incorporações anuais e regulares para reposição dos efectivos.
Luís Tadeu, presidente do município de Gouveia, disse que, na cidade de Gouveia, a PSP desenvolve “uma função cada vez mais relevante de proximidade com as pessoas”.