Gouveia


Como em anos anteriores o CERVAS - Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens, que está instalado em Gouveia, começa a receber por esta altura, as primeiras crias de coruja-do-mato, que estão disponíveis para apadrinhamento pelos interessados.
De entre as espécies de rapinas nocturnas, a coruja-do-mato é das primeiras a reproduzir-se e a colocar os ovos, (habitualmente entre Fevereiro e Junho), e consequentemente as crias desta espécie são das primeiras a nascer, em meados de Março. Actualmente o CERVAS conta já com 6 crias de coruja-do-mato que qualquer pessoas poderá apadrinhar e assim acompanhar todo o seu processo de recuperação e de crescimento. No final de todo o processo de recuperação, a pessoa que fizer o apadrinhamento, será convidado a devolver o animal à natureza.
O CERVAS é uma estrutura que pertence ao Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF)/Parque Natural da Serra da Estrela (PNSE) e que se encontra actualmente sob a gestão da Associação ALDEIA (www.aldeia.org) com o apoio da ANA - Aeroportos de Portugal e outros parceiros. O Centro tem como objectivos detectar e solucionar diversos problemas associados à conservação e gestão das populações de animais selvagens e dos seus habitates. As principais linhas de acção do CERVAS são a recuperação de animais selvagens feridos ou debilitados, o apoio e/ou a realização de trabalhos de monitorização ecológica e sanitária das populações de animais selvagens, o apoio e fomento à aplicação do Programa Antídoto - Portugal.