Gouveia


A ADRUSE - Associação de Desenvolvimento Rural da Serra da Estrela, com sede em Gouveia, comemora este ano os seus 25 anos de existência. Em Maio de 1991, como resultado do espírito empreendedor de um conjunto de entidades públicas e privadas, representativas do território e das comunidades locais, foi criada a ADRUSE. A sua missão tinha em vista a implementação do desenvolvimento rural e a melhoria das condições de vida das populações através da promoção, apoio e aproveitamento das potencialidades endógenas do território de actuação.
Numa altura em que celebra 25 anos de actividade e coincidindo com o encerramento do período de programação 2007-2013, a ADRUSE, por via dos diferentes instrumentos financeiros disponíveis no Quadro Comunitário, canalizou para a sua área de actuação um investimento de 12.049.876,11 euros, dos quais 3.432.990,34 euros dizem respeito a projectos próprios e/ou implementados com os associados, e 8.616.885,77 euros referem-se a projectos de iniciativa privada e pública, aprovados e executados no âmbito das competências delegadas enquanto Grupo de Acção Local. Criada para gerir e dinamizar o então Programa de Iniciativa Comunitária LEADER, a ADRUSE, entre 1991 e 2006, apoiou 446 projectos que correspondem a um investimento total no território de 15.771.900,00 euros. No período 2007-2013 o Subprograma 3 do PRODER - Dinamização das Zonas Rurais, onde estava elencada a Abordagem LEADER, permitiu a criação de 86 postos de trabalho e um investimento de 8.703.312 euros.
Como resposta concreta à capacitação do capital humano, foram realizadas 145 acções de formação, envolvendo 1879 formandos, resultando em 64.094 horas de formação, mais de 90% das quais em temáticas associadas ao sector primário. Através do Centro de Novas Oportunidades, foram certificados mais de 500 adultos, com baixos níveis de escolaridade e que tiveram oportunidade de completar e progredir os seus estudos. Nos últimos 25 anos foram inúmeras as iniciativas que divulgaram, dinamizaram e impulsionaram o crescimento socioeconómico dos territórios rurais.
Actualmente, depois de um processo concursal que teve início o ano passado, a ADRUSE prepara o arranque de uma nova etapa com a implementação do Desenvolvimento Local de Base Comunitária (DLBC), que integra a abordagem LEADER para o período comunitário 2014-2020. Brevemente, terão início as primeiras candidaturas à Medida 10 do PDR, que vai permitir o aparecimento de novos projectos e, consequentemente, a criação de novos postos de trabalho contribuindo a ADRUSE para “a implementação e diversificação do desenvolvimento rural e a melhoria das condições de vida das populações através da promoção, apoio e aproveitamento das potencialidades endógenas do território de actuação”, é referido.