Maceira - Fornos de Algores


Hermes Domingos Porfírio, de 60 anos, é benfiquista fervoroso. O seu amor pelo Sport Lisboa e Benfica é demonstrado publicamente com a decoração da sua casa, tanto no interior como no exterior, com motivos alusivos ao clube. “A minha casa é a Casa do Benfica. Toda a gente a conhece. Antigamente era a olaria do meu avô. Eu reconstruí a casa e decorei-a com coisas do Benfica. Como sou benfiquista, fiz isto à minha maneira”, disse o habitante de Maceira ao Jornal A GUARDA. A casa de Hermes Domingos Porfírio, a Vivenda Porfírio, fica no centro da povoação e só pela decoração exterior prende a atenção de quem passa. “Vou remodelando isto todos os anos e vou pintando as coisas que aqui tenho. Por exemplo, este ano pintei a águia e as paredes com Tetra. E, para o ano, espero pintar outras”, disse. Na varanda da casa, pintada de vermelho e de branco, também tem uma imagem de Nossa Senhora de Fátima (com um terço vermelho), um pequeno tanque de lavagem decorado com diversos motivos benfiquistas, cachecóis, bonecos, entre outros adereços que ostentam as cores e os símbolos do Benfica. Na parede da casa tem várias inscrições como “Amo-te Benfica” e “Tetra Campeão Glorioso” e também exibe um azulejo vermelho do antigo Estádio da Luz, em Lisboa. O interior da casa, o corredor e a sala, também estão decorados com adereços, pósteres com as equipas e com jogadores. Até a mobília da sala pintou de vermelho, tal é a sua paixão pelo clube encarnado. “O Benfica é a minha paixão e o meu amor”, disse Hermes Domingos Porfírio, que costuma franquear as portas de casa a quem o aborda: “As pessoas passam na rua e têm curiosidade. Por vezes falam comigo e tiram-me fotografias”. O habitante de Maceira que é adepto do Benfica “desde pequenino” comprou muitas das peças que possui e outras foram-lhe oferecidas. A Vivenda Porfírio costuma incluir o roteiro de algumas actividades que são organizadas anualmente pela Casa do Benfica de Fornos de Algodres.