Figueira de Castelo Rodrigo


A população do concelho de Figueira de Castelo Rodrigo saiu à rua em protesto contra o encerramento dos CTT, no seguimento do apelo feito pelos deputados municipais, quer da bancada do PS, quer do PSD. No dia 25 de Outubro, largas dezenas de pessoas percorreram algumas artérias da vila no sentido de sensibilizar o conselho de administração dos CTT – Correios de Portugal, S.A., para as consequências negativas da supressão deste serviço. Durante a manifestação, encabeçada pelo presidente da autarquia, foram proferidas palavras de ordem contra a eliminação dos serviços públicos, nomeadamente dos serviços postais.
“A intenção dos CTT de suprimir este serviço no Concelho é manifestamente lesiva para a região, privando todas as entidades e munícipes de um serviço necessário e essencial”, refere a autarquia.
Durante a manifestação foi apresentada uma Moção que pode ser assinada no edifício da Câmara Municipal e no balcão dos Serviços Técnicos deste Município por todos os interessados.
A Moção lembra que “quando um serviço essencial, como os Correios, deixe de ser fornecido por entidade pública e passe a sê-lo por uma entidade privada, as exigências de prestação desse serviço nos termos da constituição, devem manter-se”.
No documento, que será posteriormente reencaminhada para as entidades julgadas competentes para tomar as medidas necessárias de forma a reverter a intenção dos CTT, a população de Figueira Castelo Rodrigo exige ao Governo “que através da entidade Reguladora obrigue os CTT a não encerrar a Estação dos Correios, mantendo o serviço público postal nos termos em que hoje se mantém. O documento pede ainda “que sejam criminalizados comportamentos que atentem contra a eliminação de serviços públicos ou sua deficiente prestação nos territórios da periferia, tendo em conta os enormes danos sociais e económicos que esses comportamentos provocam” e, ainda, “que estes territórios sejam dotados de um Estatuto que entre outras medidas preveja não só a deslocalização de serviços, como proíba a extinção dos mesmos seja qual for a sua natureza”.