Policia Judiciária da Guarda deteve três jovens

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal da Guarda, identificou e deteve três jovens fortemente indiciados pela prática de vários crimes graves, motivados pela tentativa de cobrança de uma pequena dívida acumulada por consumo de estupefacientes.Em comunicado, a PJ da Guarda explica que “a vítima, com a idade de 30 anos, servente da construção civil, consumidor habitual de produtos estupefacientes, foi sequestrada no interior da sua própria residência, no Município da Covilhã, ao início da noite de 30 de Agosto, último, onde foi amarrada e barbaramente agredida, a murro, pontapé e também com a projecção de vários objectos sólidos”. Posteriormente, a vítima foi levada à força até à residência de um dos detidos, onde permaneceu, sequestrada e sob vigilância, até às 8.00 horas, de 31 de Agosto, altura em que conseguiu fugir “aproveitando o sono dos seus captores”. Solicitou socorro junto dos Bombeiros Voluntários da Covilhã de onde acabou por ser transportada, com ferimentos graves em todo o corpo, mas em especial na zona do rosto e da cabeça, para o Hospital da Cova da Beira.Os autores do sequestro e das agressões foram detidos pela Polícia Judiciária, esta terça-feira, 1 de Setembro, “após várias diligências de investigação que permitiram também a recolha de relevantes elementos de prova”. De acordo com a PJ da Guarda “os arguidos, com idades compreendidas entre os 16 e os 23 anos, um estudante e dois desempregados, são suspeitos da prática de vários outros crimes na mesma natureza e/ou ainda mais graves, assim como de crimes de roubo, extorsão e tráfico de estupefacientes”.