Órgão é responsável pela coordenação deste Programa em Portugal


A Comissão Nacional da UNESCO e as estruturas de gestão dos Geoparques Mundiais da UNESCO portugueses celebraram, no dia 30 de Junho, um protocolo que cria a Rede Portuguesa dos Geoparques Mundiais da UNESCO.
Nos termos estabelecidos pelo Programa Internacional de Geociências e Geoparques da UNESCO e das suas Linhas Orientadoras, este órgão é responsável pela coordenação deste Programa em Portugal. À semelhança de outras redes nacionais ligadas à UNESCO, os principais objectivos são aprofundar o conhecimento, a troca de experiências e de boas práticas entre os seus membros, promover uma maior coordenação e acompanhamento de actividades, bem como o lançamento de iniciativas conjuntas.
O Protocolo foi subscrito pelo Presidente da Comissão Nacional da UNESCO e pelos Presidentes dos cinco Geoparques Portugueses, Naturtejo, Arouca, Açores, Terras de Cavaleiros e Estrela.
Armindo Jacinto, Presidente do Conselho de Administração do Geopark Naturtejo Mundial da UNESCO e Presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, destacou a importância da cooperação e do trabalho em rede entre Geoparques, que sai agora reforçado pelo estabelecimento oficial desta Rede Nacional.
A Rede Portuguesa dos Geoparques Mundiais da UNESCO agora criada vem substituir o Fórum Português de Geoparques, criado em 2011.
O Geopark Estrela, com sede em Manteigas, inclui parte ou a totalidade dos municípios de Belmonte, Celorico da Beira, Covilhã, Fornos de Algodres, Gouveia, Guarda, Manteigas, Oliveira do Hospital e Seia.