Concelho da Guarda é atravessado pela Via Portugal Nascente

O Caminho Português de Santiago Interior foi certificado através de uma portaria assinada pela Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, e pela Secretária de Estado Adjunta e do Património Cultural, Ângela Ferreira, no âmbito de um trabalho integrado de reconhecimento e preservação do património cultural e natural associado ao Caminho de Santiago.O Caminho Português de Santiago Interior contempla uma extensão de 214 km e atravessa os municípios de Viseu, Castro Daire, Lamego, Peso da Régua, Santa Marta de Penaguião, Vila Real, Vila Pouca de Aguiar e Chaves.O itinerário inclui levantamentos do património cultural material e imaterial associado à peregrinação e culto jacobeu, onde se destacam as 24 igrejas ou capelas com orago São Tiago e os 5 albergues e hospitais históricos. O plano de gestão prevê adaptar a sinalização existente e desenvolver uma rede de pontos de abastecimento de água potável.Este é o segundo Caminho certificado, depois do Caminho Português de Santiago Central – Alentejo e Ribatejo, num processo que se iniciou em 2019 e cujo objectivo é a certificação dos itinerários que constituem o Caminho de Santiago em território nacional. Para o efeito, foi criado um órgão de coordenação de âmbito nacional, a Comissão de certificação, composta por quatro membros, com competências técnicas na área da cultura ou do turismo, que é responsável pela análise das candidaturas, e um Conselho Consultivo, onde se encontram representadas as áreas da Administração Pública central e regional com relevância neste processo, além do representante da Igreja Católica e das Associações de Peregrinos.Estão em curso, em diferentes estados de desenvolvimento, outros processos de certificação de itinerários, que visam reforçar a rede de itinerários do Caminho de Santiago em Portugal, de Sul a Norte do país.Recorde-se que o concelho da Guarda é atravessado pela Via Portugal Nascente que reconstrói o Caminho de Santiago pelo Interior de Portugal entre Tavira e Trancoso. Daí continua para Santiago pelo Caminho de Torres e outros já existentes.Este projecto foi realizado pela Associação de Peregrinos Via Lusitana, com o apoio do Turismo de Portugal e de todos os Municípios e Dioceses envolvidas.O “caminho”, na passagem pelo Concelho da Guarda, tem uma extensão de 41 Km e atravessa as freguesias de Gonçalo, Valhelhas, Famalicão, Fernão Joanes, Meios, Corujeira / Trinta, Maçainhas, Guarda, Faia e Aldeia Viçosa.O Caminho de Santiago, no Concelho da Guarda, encontra-se identificado e sinalizado na totalidade do seu itinerário com setas de cor amarela, balizas/postes, azulejos indicadores de direcção dentro das localidades, e painéis informativos à entrada das mesmas.