Almeida

Em Almeida, a Câmara Municipal de Almeida encerrou ao público diversos espaços municipais devido ao Estado de Emergência, em vigor desde o dia 15 de Janeiro. Em comunicado, o Presidente da autarquia, António Machado, dá conta do encerramento dos Serviços Técnicos, Águas e Saneamento, Área Social, Postos de turismo, Biblioteca, Museu Histórico Militar de Almeida, CEAMA, Pólo Museológico Vilar Formoso Fronteira da paz – Memorial aos Refugiados e ao Cônsul Aristides de Sousa Mendes, Picadeiro D’el Rey, Piscinas Municipais, Ginásios, Pavilhões Gimnodesportivos, Pavilhão Multiusos de Vilar Formoso, Casa da Juventude e Auditório Municipal. Estão abertos, de forma condicionada, os serviços de Balcão Único, Espaço Cidadão e Tesouraria. O documento adianta também que “são autorizadas Feiras e Mercados no concelho, exclusivamente para venda de produtos alimentares, tendo em conta os Planos de Contingência já aprovados”. O comunicado recorda também “o dever geral de recolhimento domiciliário, imposto pela nova renovação do Estado de Emergência, o uso de máscara obrigatório, o distanciamento social e a higienização e desinfecção das mãos com regularidade”.