Almeida


No âmbito das comemorações dos 50 anos do 25 de Abril, o Município de Almeida através do Museu Histórico Militar de Almeida pretende realizar uma exposição temporária sobre o período da ditadura, o período do 25 de Abril e o período pós-revolução.
Para concretizar esta iniciativa, a autarquia está à “procura de histórias de ex-combatentes do Ultramar e/ou das namoradas/esposas que cá ficaram, de guardas-fiscais, emigrantes a salto, funcionários públicos, contrabandistas, oposicionistas do regime, presos políticos… bem como outras histórias de vida interessantes”.
Este projecto pretende envolver toda a comunidade do concelho, dando voz às gerações que nasceram e cresceram durante a ditadura, apelando à sua participação e documentando os seus testemunhos em formato de vídeo.
O município explica que “estes testemunhos irão integrar a exposição que será inaugurada no dia 25 de Abril e irão ficar para a posteridade”. Pede também a “cedência temporária de objectos pessoais relacionados com a época mencionada, como cartas, fotografias, postais, medalhas, uniformes (completos ou parciais), bem como objectos relacionados com actividades profissionais, para que possam integrar a nossa mostra colectiva”.