Almeida


A Câmara Municipal de Almeida vai inaugurar na sexta-feira, dia 3 de Julho, pelas 20.45 horas, a Ciclovia que permite, aos habitantes e turistas, visitar toda a parte exterior da muralha da antiga praça-forte. O corte da fita, agendado para o Largo 25 de Abril, faz parte do programa do Festival Cultura e Luz que a autarquia vai promover entre sexta-feira, dia 3 de Julho, e domingo, dia 5 de Julho, para atrair visitantes ao concelho.
Hoje, dia 2 de Julho, a vila de Almeida comemora mais um Feriado Municipal com um programa que inclui, pelas 10.00 horas, o içar da bandeira e, pelas 10.15 horas, a abertura das comemorações pelo presidente da Câmara, António Baptista Ribeiro, durante uma cerimónia agendada para o Salão Nobre dos Paços do Concelho.
O presidente da autarquia de Almeida disse ao Jornal A Guarda que a Ciclovia, com cerca de 3 quilómetros de extensão, dá a oportunidade de os visitantes “fazerem uma visita à fortaleza pelo exterior, através de um percurso contemplativo”. “Já existiam percursos intramuros, o percurso dos Baluartes e da Ronda e agora, com a Ciclovia, damos a oportunidade de as pessoas fazerem uma visita à fortaleza, pelo seu exterior”. Referiu que a Ciclovia já é utilizada diariamente “por umas largas dezenas de pessoas” que percorrem o trajecto em bicicleta e também a pé, explicando que foi criado um percurso para bicicletas e outro para peões, que são identificados por pavimentos com cores diferentes. O trajecto da Ciclovia começa no Largo 25 de Abril, no centro de Almeida, contorna todo o perímetro amuralhado e termina no mesmo local.
No âmbito do Festival Cultura e Luz, a vila de Almeida acolhe, este fim-de-semana, várias actividades em áreas dedicadas às artes, à cultura, à ciência e à evolução tecnológica, entre outras. O programa inclui espectáculos e percursos de luz, projecções multimédia e de vídeo mapping nos edifícios e nos locais mais emblemáticos da vila, que vão enaltecer a herança histórica local e garantir uma visita surpreendente a Almeida.
António Baptista Ribeiro referiu tratar-se de um evento inovador na região e também barato, por ter um orçamento de “pouco mais de 20 mil euros”. Segundo o presidente da Câmara Municipal, quem visitar Almeida durante o Festival “vai ficar surpreendido, porque é um festival interessante, os jogos e as combinações que se fazem, e também com uma componente cultural muito forte”.
O evento vai envolver a comunidade local e todas as forças associativas do concelho de Almeida, admitindo o autarca que “vai ter bastante público”.
O Festival Cultura e Luz, que começa pelas 18.30 horas de sexta-feira, inclui animação musical, tasquinhas, exposições, teatro de rua, zumba, esculturas de fogo, um concurso de Saltos Nacional C (no Baluarte de São Francisco e no Baluarte de São Pedro), a realização da rota dos candeeiros coloridos e espectáculos multimédia, entre outras iniciativas. No sábado, 4 de Julho, pelas 22.30 horas, no Quartel das Esquadras será realizado um concerto com “Os Desajeitados”, com efeitos de pirotecnia.
Ao longo dos três dias do evento cultural também haverá actividades específicas para os mais novos, como a exibição de clássicos de animação infantil e “Uma viagem pelo corpo humano em 3D”, através do projecto Champimóvel, cedido pela Fundação Champalimaud.