Almeida

O orçamento da Câmara Municipal de Almeida para 2022 é de 16,5 milhões de euros, registando uma subida em relação ao de 2021, que tinha sido de 16,1 milhões de euros.A autarquia de Almeida, presidida por António José Machado, está a consolidar projectos que já estavam em curso, como é o caso da Revitalização da Zona Comercial de Vilar Formoso, que tem um investimento global de 1,2 milhões de euros. Outro dos projectos em fase de conclusão tem a ver com a intervenção na zona central de Vilar Formoso a que está destinada uma verba de 550 mil euros. O município, em articulação com o Governo, também pretende desenvolver investimentos para melhorar as condições do parque TIR e criar uma nova ligação rodoviária a partir da auto-estrada A25/A62 (Espanha).Em Almeida, o orçamento destina cerca de um milhão de euros para intervenções nas Portas de Santo António, com a criação de um Centro Educativo da Fortaleza e melhorar os espaços existentes para exposições e actividades realizadas no interior da fortaleza abaluartada e nas Portas de São Francisco, onde pretende instalar o Centro Interpretativo das Fortalezas Abaluartadas da Raia.No orçamento da Câmara Municipal estão previstos 140 mil euros para a recriação histórica do Cerco de Almeida, 92 mil euros para Apoio de Emergência Social e 80 mil euros para o Plano de Combate ao Insucesso Escolar.Do documento também faz parte a criação de Incubadoras de Empresas e a aposta na eficiência energética das Termas da Fonte Santa, como uma dotação de 155 mil euros, bem como nas piscinas de Vilar Formoso, com 189 mil euros e de Almeida, com 189 mil euros.Em 2022, o município de Almeida pretende dinamizar o Plano de Valorização dos Recursos Hídricos do Rio Côa e o turismo de natureza, bem como pôr em funcionamento equipamentos de dinamização cultural nas freguesias e criar uma Universidade Sénior.O orçamento da autarquia de Almeida foi aprovado, por maioria, pelo executivo e pela Assembleia Municipal.