Obrigação secular acontece sempre a 26 de Dezembro

 

Hoje, dia 26 de Dezembro cumpre-se mais um Magusto da Velha em Aldeia Viçosa, no concelho da Guarda. Uma obrigação secular, que nasceu nos séculos XVI ou XVII e que se cumpre ininterruptamente desde então até aos dias de hoje.
O povo tem organizado esta festa que recorda o gesto benemérito. Os 150 Kg de castanhas são atirados do alto da torre da Igreja Matriz ao som dos sinos a repicar. Também é distribuído vinho da Quinta do Ministro. “Rezam as crónicas que os proprietários desta quinta têm obrigação de doar o vinho para este evento de modo a que a colheita seja abençoada”, refere a Junta de Freguesia em comunicado.
Da tradição fazem parte as cavaladas que ocorrem no adro da Igreja. Quando um homem se baixa para apanhar uma castanha, fica sujeito a que lhe saltem para as costas. Um gesto que se tornou tradição. O evento conta com animação de música popular.
O actual executivo da Junta de Freguesia juntou ao evento o pão torrado e mergulhado no azeite de Aldeia Viçosa. O Magusto da Velha é organizado pela Junta de Freguesia e conta com os apoios da Câmara Municipal da Guarda e das Associações da freguesia.
A Freguesia de Aldeia Viçosa pretende candidatar esta tradição, com cerca de 500 anos, a Património Imaterial. “Já foram feitas algumas diligências para este desiderato que oferecerá, esperamos, um contributo fundamental ao grande projecto de todos nós que é a candidatura Guarda, Capital Europeia da Cultura”, refere a Junta de Feguesia.