Guarda


Cerca de 40 agricultores e dirigentes da Associação Distrital dos Agricultores da Guarda (ADAG) manifestaram-se na quarta-feira, dia 26 de Novembro, na Guarda, no dia em que a Ministra da Agricultura e do Mar esteve na cidade, para exigirem do Governo apoios para os pequenos produtores e para a agricultura familiar.
Os agricultores concentraram-se junto da entrada do Teatro Municipal da Guarda (TMG), onde, ao fim da manhã, a Ministra Assunção Cristas participou no congresso “Política Agrícola Horizonte 2020 - Estratégia Nacional”, realizado pela Acriguarda - Associação de Criadores de Ruminantes do Concelho da Guarda.
“O apelo que fazemos é para que seja criado um regime de excepção para os pequenos produtores e para a agricultura familiar”, explicou Mário Martins, vice-presidente da ADAG, lembrando que “mais de 80% daquilo que se come em Portugal é produzido pela agricultura familiar”. “E caminhamos para uma situação em que vamos ter que importar tudo e vamos ficar inteiramente dependentes da produção estrangeira de pouca qualidade, cultivada sabe-se lá como, em que condições e com que químicos”, acrescentou.
“Anulação das novas imposições fiscais”, “Defender a agricultura familiar e o mundo rural” e “Direitos e garantias para quem trabalha na agricultura familiar” eram algumas das mensagens que constavam nos cartazes exibidos pelos agricultores.